A crise: como administrá-la?

É hora de olhar para a crise com bons olhos

A economia é uma ciência que através de estudos busca expor o funcionamento dos sistemas econômicos e suas relações com os agentes (empresas e cidadãos) com a finalidade de refletir sobre os problemas e propor saídas.

De acordo com o economista Ricardo Amorim, o ciclo econômico se divide em duas etapas, que se alternam entre si. Na fase mais longa, caracterizada pela expansão, a economia cresce e atinge seu pico, gerando desequilíbrios como inflação e déficits. Este desequilíbrio gera uma demanda de ações para reestabelecer os danos causados e consequentemente se inicia uma nova fase econômica, que durará até o novo crescimento da economia.

O último pico econômico do Brasil aconteceu no final de 2014 e a crise política prejudicou a retomada do equilíbrio das contas, instaurando-se a mais longa e profunda contração da história do nosso país, que durou até o final do ano de 2016. Estamos em fase de recuperação desde este período, o que é difícil notar porque, apesar do crescimento, o desemprego continua altíssimo e o dólar em alta, elevando a inflação. Somou-se a este cenário mais recentemente a Greve dos Caminhoneiros, abalando novamente as contas do país, prejudicando muitos negócios e o bolso dos brasileiros.

Até então apenas temos vistos todos estes impactos negativos com pessimismo, mas é sempre importante lembrar que as crises servem para reavaliarmos nossa postura, nossas atitudes mecanizadas e a necessidade de mudança para nos adaptarmos aos novos cenários pode ser muito benéfica. Por exemplo, uma empresa que precisa reduzir os custos por conta da diminuição do seu faturamento irá rever todas as suas despesas e poderá enxugar custos supérfluos que até então passaram despercebidos. As crises são desagradáveis mas é por isso mesmo que elas são boas: instauram a necessidade de mudança para o melhor. A crise assusta e passa um recado importante: mudar é crucial, vital. Geram oportunidades que antes não existiam porque ela faz com que nos mexamos e esse movimento nos obriga a crescer, explorar, consertar, aprimorar, renovar.

Ao enfrentar uma crise, não se deixe dominar pelo pessimismo. Encare como uma oportunidade de reinventar-se. Analise o panorama, busque entender as falhas e trace metas tangíveis e estratégias para a recuperação. Não persista no erro e planeje-se. Defina para onde ir e estude a melhor maneira de chegar até lá. E acima de tudo, jamais deixe de se comunicar.

A Kameleon Comunicação está pronta para te apoiar na retomada do sucesso!

Mande uma mensagem pra gente!
Whatsapp: Clique AQUI

Compartilhe esse artigo!

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Blog

Últimos artigos

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais