Como planejar o investimento anual em Marketing?

Planejar o investimento em MARKETING é fundamental para que a sua empresa possa captar e fidelizar clientes.

Não existe uma fórmula matemática para determinar qual a porcentagem do seu orçamento anual que deve ser aplicada em ações de Marketing, pois muitos fatores devem ser levados em consideração.

Entretanto, no ano de 2015, a empresa CMO Survey (renomada empresa norte-americana de pesquisas de Marketing) coordenou um estudo sobre o orçamento de marketing considerando segmento e receita e divulgou o seguinte panorama, que pode servir como direcionamento:

⁃ Empresas B2B de produtos investem, em média, 7.4% de sua receita;
⁃ Empresas B2B de serviços investem, em média, 8.6% de sua receita;
⁃ Empresas B2C de produtos investem, em média, 9.1% de sua receita;
⁃ Empresas B2C de serviços investem, em média, 9.3% de sua receita;

Lembrando que isso é resultado médio de uma pesquisa e não é uma regra a ser seguida, apenas uma base.

Com uma análise real dos seus negócios (faturamento, rendimento, tendência de mercado, sazonalidade, concorrência e metas) é possível chegar a um denominador comum e estabelecer um planejamento anual de investimentos que dará suporte de crescimento de vendas e visibilidade da marca.

O primeiro passo é analisar o faturamento da empresa, mês a mês, e comparar com os dois últimos anos e verificar qual é a tendência, se existe um padrão. Um gráfico de linhas simples pode ajudar bastante neste momento.

Em seguida, considere a sua lucratividade, subtraindo as receitas das despesas. É válido lembrar que para planejar o investimento em marketing também precisa ser considerado uma despesa, mas trarão novas receitas. Por isso sempre falamos que marketing não é ”despesa” e sim investimento, pois trará retorno.

O planejamento deve considerar também a sazonalidade e as tendências do mercado em que a sua empresa atua. Varejistas por exemplo, precisam concentrar seus esforços em datas comemorativas mas também devem investir em períodos de baixa nas vendas. Já empresas que atuam no segmento B2B, levam em consideração as especificidades do seu negócio. As metas (faturamento/ vendas/ market share) precisam ser consideradas para dimensionamento do plano de comunicação.

Lembre-se de considerar três principais macros no orçamento: o custo da agência, custos de produção e custos de mídia.

Para se organizar mais ainda, separe o online do off-line. Toda ação adicional também deve ser prevista em orçamento.

Parece um bicho de sete cabeças mas para profissionais de marketing dedicados e experientes não é. Um plano de comunicação eficaz depende de comunicadores competentes.

Conte com a Kameleon para te orientar neste planejamento de investimentos e destaque-se em 2019!

Mande um Whatsapp pra gente clicando AQUI

Compartilhe esse artigo!

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Blog

Últimos artigos

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais